Túnel do Marão

A construção do Túnel do Marão permitiu o fecho da A4 - Porto / Bragança, precisamente na sua zona intermédia, entre Amarante e Vila Real.

O Grande Túnel, o maior túnel mineiro rodoviário da Península Ibérica, tem duas galerias de tráfego unidirecional com 5.825 quilómetros cada. Cada galeria tem uma faixa de rodagem com duas vias de circulação com 3,5 m de largura.

O Túnel permitiu a conetividade com Espanha e o resto da Europa, tendo a acessibilidade ao Grande Porto e ao litoral ficado devidamente asseguradas.

Salienta-se a diminuição expressiva dos tempos de deslocação – decréscimo do tempo médio em 20% na ligação Porto – Bragança e de cerca de 50% na ligação Amarante – Vila Real, com redução significativa da sinistralidade grave e melhoria acentuada da fluidez do tráfego e do conforto da circulação.

  • Tunel do Marão
  • Tunel do Marão
  • Tunel do Marão
  • Tunel do Marão
  • Tunel do Marão
  • Tunel do Marão
A Superação de Obstáculos pela Engenharia

Toda a intervenção decorreu entre o concelho de Amarante, distrito do Porto e o concelho de Vila Real, distrito de Vila Real.

Num território com uma elevada sensibilidade ambiental e barreiras físicas impostas pelo relevo, optou-se por soluções técnicas em estrutura: altos e extensos viadutos, 3 Nós de ligação, o Túnel de galeria dupla, 12 Obras de Arte especiais, 18 Obras de Artes correntes, 5 passagens superiores, 5 Passagens inferiores, 7 Passagens agrícolas e 1 Passagem superior de peões.

A A4 materializa-se numa via de alta capacidade de suporte aos fluxos de pessoas e bens, beneficiando a conetividade territorial no eixo transversal que serve: a ligação transfronteiriça (Porto - Vila Real - Bragança - Zamora - Madrid/Saragoça - Resto da Europa), e a articulação intra-regional (região Norte), entre a Aglomeração Metropolitana do Porto e sub-região de forte predominância rural de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Tunel do Marao Brochura​​​​​​​